UM FOTÓGRAFO ÀS TERÇAS – Marcel Pedragosa

Marcel Pedragosa. Nasceu em Barcelona no ano de 1978. Em 2011 mudou-se para Paris onde começou por levar a cabo um projecto fotográfico interessantíssimo, “Parisii”. A Bibliothèque Nationale de France adquiriu em 2012 parte desse portfolio para a sua colecção permanente.

Pedragosa começou a fotografar em 2002, com a aquisição de uma reflex analógica. Em 2004 começa a estudar fotografia de forma estruturada. Desenvolveu uma relação forte com a Leica, que se iniciou com a visita a uma retrospetiva Henri Cartier-Bresson na sua cidade natal. Fotografa principalmente em filme e com uma Leica M7 usando Summilux 35 mm f/1.4. Utiliza a M9 para as suas incursões no digital. Cartier-Bresson e outras referências clássicas terão sido o “trigger” para mergulhar na fotografia. O estilo que viria a desenvolver, porém, é imensamente pessoal e livre.

“Parisii” é fotografado nas ruas de Paris e é a demonstração de que é possível um olhar novo, fresco, sobre uma cidade fotografada até à exaustão. Fotografia de rua? Não será o termo que melhor se aplica à obra de Pedragosa – nessa ou noutras séries. O que encontramos nas suas imagens é muito mais um expressionismo abstracto inspirado na vida quotidiana. O seu trabalho é impulsivo e enérgico, reflectindo sobre as relações entre a actividade humana e os espaços urbanos. A utilização do preto e branco é vista por ele como destinando-se a “simplificar a imagem e intensificar o grafismo das formas”. De facto, as imagens de Pedragosa mais do que mostrar clara e inequivocamente, “sugerem”. E, olhando as suas imagens com olhos de ver, não creio que as suas imagens resultassem a cor. Perder-se-ia a concisão que estas procuram veicular. Dito isto, Pedragosa já trabalhou a cor em trabalhos com um propósito comercial, mas – até agora – nunca nos seus projectos pessoais.

De facto, a pouca informação presente nas suas imagens promove a livre interpretação da sua fotografia. E, na verdade, é sempre assim … o nosso cérebro tem “horror ao vazio” e constrói as suas narrativas.

Esta qualidade das imagens de Pedragosa também contribui para a sua libertação de constrangimentos espácio-temporais. A maioria das pessoas são irreconhecíveis e os locais são livres de referências que identifiquem um tempo e um local. Esta falta de “referências”, que parece nortear o processo criativo e o estilo fotográfico de Pedragosa, produz um ambiente difuso que se distancia da forma como vemos e experienciamos a vida quotidiana.

Acerca de “Parisii”, colocando Pedragosa no discurso directo “This photographic series focuses on daily activity within public spaces: the metro, sidewalks, or any interior space depicting anonymous individuals of different gender, race and social condition. All of these images have been taken in the city of Paris, where I moved specifically to concentrate on this particular type of photography. As I believe the images indicate, the main purpose of this selection is not to show Paris “as we know it”. The images could come from any western metropolis. Within the whole body of work exists a clear effort to escape from the cliché in order to present blurred but credible characteristics of contemporary society. Solitude, individualism and ambiguity are some of the abstracts that compose the overarching narrative of these visions.”

“Western Eyes” é um outro projecto que surgiu de um convite que lhe foi endereçado pelo Festival Internacional de fotografia “Photograffiti” em Perm, na Russia. Pedragosa foi desafiado a fotografar localmente durante um fim-de-semana um ambiente e cultura com o qual ele não tinha qualquer contacto prévio. Era, verdadeiramente, estrangeiro e com capacidades de comunicação verbais praticamente inexistentes. Sobravam os olhos bem abertos (com uma Leica pelo meio) para captar intuitivamente os sentimentos e sensações de quem chega à remota cidade de Perm (1500 quilómetros a leste de Moscovo) apenas munido de um vago ideal do que seria o leste.

Todas as fotografias são da autoria de Marcel Pedragosa e extraídas das séries “Parisii” (as 8 primeiras) e “Western Eyes” (as restantes).

Site de Marcel Pedragosa.

Pedragosa_Parisii_1 Pedragosa_Parisii_2 Pedragosa_Parisii_3 Pedragosa_Parisii_4 Pedragosa_Parisii_5 Pedragosa_Parisii_6 Pedragosa_Parisii_7 Pedragosa_Parisii_8 Pedragosa_WesternEyes_1 Pedragosa_WesternEyes_2 Pedragosa_WesternEyes_3 Pedragosa_WesternEyes_4

 


Os fotógrafos desta rubrica, estão disponíveis, após a sua publicação, em: Um fotógrafo às terças, com acesso ao arquivo por data de publicação e nome de autor.

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s