Sessão IV do Movimento e Imagem

Sessão IV,  a Fotografia enquanto Processo

“Fará certamente bem à maioria dos fotógrafos produzir algumas fotografias estenopeicas. Se não estiverem toldados por preconceitos, ou cegos pela ignorância, não deixarão de sentir a vantagem de tal suavidade de foco”. George Davidson

Assim começou a quarta sessão do Movimento e Imagem, que percorreu todos os cantos da câmara obscura e nos levou para os projetos da Magda Fernandes e do José Domingos: as latas na cidade e a TOSCA. Estes autores partilharam connosco a sua paixão pela fotografia estenopeica. “Podemos ser designers, maquetistas… deixamos de ser escravos do visor…”, explicam. Revelaram-nos os seus processos e os seus sucessos.

José Soudo apresentou o trabalho “Fotografias efémeras”, associado à fotografia perecível – “o tempo incorporado na imagem”. A obtenção de imagens como eram “vistas” nos primórdios. Imagens efémeras… como começaram os nossos antepassados… Um trabalho que pode ser sentido como uma efeméride.

Texto de Cristina Cabrita e Fotografia de Luís Rocha

A sessão decorreu na livraria Ler Devagar no dia 16/02/2016


Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s