MÁQUINAS COM HISTÓRIA, Yashica A

18280656_10211276390444002_828642140_n

História:

A Yashica A é uma TLR (Twin Lens Reflex) que utiliza filme de 120mm como o formato de 6X6, foi introduzida no mercado em 1956 e continuou com a sua produção até 1969. Foi vendida em preto e cinzento (sendo este modelo mais difícil de encontrar e mais valioso).

Características:

A Yashica tal como todas as TLR’s vem com duas lentes sobrepostas, uma que funciona para enquadrar o que queremos fotografar e a lente onde está o disparador e que vai tirar a foto. Esta lente é uma 80mm F:3.5, em que as aberturas vão da abertura f:3.5 até f:22.

Quanto ao disparador Copal, as velocidades possíveis são Bulb, 1/25, 1/50, 1/100, 1/300.

É possível sincronizar o flash com todas as velocidades.

Não tem fotómetro incorporado.

Como é fotografar com a Yashica A?

A primeira coisa que notamos é que é uma máquina com um design simples mas cuidado, e que é uma máquina leve, que andamos facilmente um dia inteiro com ela.
É fácil de operar, controlando a velocidade através do selector circular, rodando para a velocidade prentendida. Quanto à abertura é através de outro selector na parte exterior do selector circular das velocidades. Apesar de se poder facilmente ver a indicação das velocidades e aberturas nos selectores, preferíamos que tivesse um “display” na parte superior como podemos encontrar na Yashica Mat. Mas é uma questão de hábito.

Quanto ao visor ou “viewfinder” é luminoso e é fácil enquadrar e focar. Se quisermos ser mais precisos na focagem temos uma lupa para nos ajudar.

A colocação do filme é fácil, e na porta de trás tem um mostrador podemos ver a numeração do próprio filme de forma a colocarmos o frame na posição correcta, visto que a manivela que faz avançar o filme não tem qualquer sistema de bloqueio quando se chega ao próximo frame.

Em suma, não tem tantas caracteristicas para facilitar o manuseamento como por exemplo a Yashica Mat. Mas assim que nos habituamos à sua forma de operar, é um processo muito fácil e satisfatório.

Quanto aos resultados?
As fotografias saíram com boa definição e contraste. No geral as lentes da yashica costumam ser de muito boa qualidade.

Consideramos uma boa máquina para quem quiser entrar no mundo do médio formato e das TLR’s.


Nota: esta rubrica não pretende ser um compêndio exaustivo da história das câmaras fotográficas, pretende apenas ser o reflexo da paixão que os autores sentem por alguns dos equipamentos com que se têm cruzado ao longo da sua aventura fotográfica.

#mef #omefsugere #maquinascomhistoria


 

Anúncios