Arquivo da categoria: Encontro de Fotografia

Imagens do encontro de fotografia “Diários de um quotidiano”

Diários de Um Quotidiano
O vídeo apresentado é uma pequena mostra das imagens que foram realizadas nos dois encontros “Diários de um quotidiano”. Clicar na imagem para aceder ao vídeo.

No início do ano de 2015 aconteceram os Encontros de Fotografia nas aldeias da União das Freguesias do Freixial e Juncal do Campo no âmbito das Aldeias Artísticas promovidas pelas associações EcoGerminar e Terceira Pessoa, promotoras do “Há Festa no Campo”.

Estes encontros, denominados  “Diários de um quotidiano”,  foram  orientados por Tânia Araújo e Luís Rocha do Movimento de Expressão Fotográfica, em que se pretendeu que os participantes (convidados e habitantes das aldeias) contactassem com as populações, através da fotografia, das aldeias do Barbaído, Chão da Vã, Freixial do Campo e Juncal do Campo, de forma a comporem coletivamente um diário do quotidiano dos habitantes destes lugares. Destes encontros de fotografia resultou uma exposição  e projeção, inseridas no 1º Festival “Aldeias Artísticas” que aconteceu nos dias 19, 20 e 21 de Junho de 2015. O vídeo apresentado nesta página é uma pequena mostra das imagens que foram realizadas nos dois encontros “Diários de um quotidiano”.

Anúncios

Mostra Fotográfica no Festival das Aldeias Artísticas

© Tânia Araújo | Diários de Um Quotidiano, 2015
© Tânia Araújo | Diários de Um Quotidiano, 2015

O Movimento de Expressão Fotográfica estará presente no Festival das Aldeias Artísticas, que acontece nas aldeias do Barbaído, Chão-da-Vã, Freixial do Campo e Juncal do Campo, durante os dias 19, 20 e 21 de Junho deste ano, com a mostra fotográfica “projeção de fotografia – relatos de um quotidiano do campo” dos trabalhos realizados nos Encontros de Fotografia “Diários de um quotidiano” dinamizados nestas aldeias. A mostra terá lugar na Associação de Caça e Pesca em Juncal do Campo.

2º Encontro de Fotografia, Diários de um quotidiano

© António Quelhas \ 2º Encontro de Fotografia, Há Festa no Campo
© António Quelhas \ 2º Encontro de Fotografia – Diários de um quotidiano, Há Festa no Campo.

Aconteceu neste passado fim de semana o 2º encontro de fotografia – Diários de um quotidiano, integrado no projeto Há Festa no Campo.

O MEF agradece a todos os participantes, à organização e à comunidade que nos recebeu de forma calorosa, a excelente experiência e extraordinária partilha fotográfica.

Na imagem de António Quelhas, um dos momentos de convívio com alguns dos participantes no encontro.

Há Festa no Campo, hoje no Jornal Público

11025763_769319619812107_8820506915214161738_n
[fotografia de Há Festa no Campo]

Em Janeiro de 2015, o Movimento de Expressão Fotográfica dinamizou o encontro fotográfico “Diário de Um Quotidiano” no projeto da “Há Festa no Campo/Aldeias Artísticas” nas aldeias do Barbaído, Chão da Vã, Freixial do Campo e Juncal do Campo. Hoje no jornal Público vem um excelente testemunho de toda a atividade que tem sido dinamizada pelas associações Css EcoGerminar Terceira Pessoa nestas comunidades, a quem endereçamos os parabéns pelo trabalho desenvolvido e agradecemos o convite.

Uma atividade integrada no PARTIS da Fundação Calouste Gulbenkian do qual o MEF é  um dos projetos apoiados.

 

Encontro de Fotografia, Diário de Um Quotidiano

quotidiano
Alguns dos participantes no Encontro de Fotografia | Fotografia de Tiago Moura

Movimento de Expressão Fotográfica a convite do Há Festa no Campo dinamizou a primeira sessão do Encontro de Fotografia “Diário de um Quotidiano” nas aldeias do Barbaído, Chão da Vã, Freixial do Campo e Juncal do Campo em Castelo Branco.

O desafio lançado por Luis Rocha e por Tânia Araújo, enquanto artistas convidados para dinamizar esta atividade, foi que cada participante construísse o seu “diário de um quotidiano”.

O MEF agradece a Marco Domingues e a Zélia Sofia Duarte, a toda a equipa da associação Css EcoGerminar, à associação Terceira Pessoa, a todos os habitantes das Aldeias que nos receberam de forma tão calorosa e aos participantes no Encontro de Fotografia pela partilha. Foi um quotidiano repleto de grandes momentos. Agradecimento às associações que nos receberam: à Associação de Caça e Pesca do Ribeiro Vale Sando e à Associação Cultural e Recreativa Juncalense.

Uma atividade integrada no PARTIS da Fundação Calouste Gulbenkian e com o apoio da Fundação EDP no âmbito da criação das aldeias artísticas.