E as submissões estão abertas… Até 30 de Julho, a equipa TEMA recebe ensaios fotográficos sob o signo do Pós-Urbano. Enviem-nos os vossos olhares sobre as cidades do presente e do futuro.

Captura de ecrã 2018-07-12, às 22.51.38


 

Anúncios

Encontros na SEFA com o MEF

36407290_644286699257526_5035135648822984704_nSábado, 7 de Julho às 17:00, acontecem os “Encontros na SEFA” onde será realizada uma apresentação do MEF-Movimento de Expressão Fotográfica: a Associação, as respetivas atividades e projetos.

Mais informações em: https://www.facebook.com/events/193905424785509/


João Pina no Movimento e Imagem

O João Pina esteve no passo dia 28 de Junho no Movimento e Imagem em Discurso Fotográfico Directo. A partilha de imagens, ideias e experiências durou na medida da curiosidade, que foi muita de todos os presentes. Agradecemos ao fotógrafo e a todos pela participação. O ciclo Movimento e Imagem regressará com mais programação depois do Verão, a anunciar em breve, sempre dedicada à Fotografia.

20180629_MovimentoeImagem_JoãoPina_MEFCPio_01
© Cláudia Pio

 

“Tal como as borboletas, as fotografias saem para o mundo sem uma palavra sobre as lagartas que as geraram”

François Matarasso, colaborador da Fundação Calouste Gulbenkian e autor de reflexões sobre “Community Arts” e “Participatory Arts” escreve sobre o MEF abordando a nossa atividade como um caso de estudo de arte participativa.

20150907c2a9eeqhmef_088

‘O desenvolvimento de uma cultura estética visual em todas as suas dimensões conceptuais e quanto a nós acessível a TODOS é fundamental para quem somos. Produzir narrativas e memórias visuais é assim integrador.’  

Ler mais em:

[https://arestlessart.com/case-studies/movimento-de-expressao-fotografica/movimento-de-expressao-fotografica-um-caso-de-estudo-de-arte-participativa/


 

Em 2018 o Movimento de Expressão Fotográfica promove um novo Workshop de Fotografia Documental à República da Arménia.

O workshop tem como objectivo a realização de um projecto fotográfico sobre a cultura Arménia e será orientado por uma equipa do MEF, Luís Rocha que acompanhará os projectos individuais a desenvolver pelos participantes e de Tânia Araújo que dará o suporte logístico à viagem. Com o acompanhamento da Lia Khachikyan que nos levará à descoberta da cultura e da realidade do seu país.

Histórias ao Sul no Movimento e Imagem, com Luís Rocha e Tânia Araújo

Na iniciativa do Movimento de Expressão Fotográfica – Movimento e Imagem, e já nesta próxima quinta-feira, Luís Rocha e Tânia Araujo partilham o projecto  “Histórias ao Sul” dinamizado em São Tomé e Príncipe em parceria com os Leigos para o Desenvolvimento. Os dois fotógrafos estiveram integrados em 3 comunidades (Porto Alegre, Vila Malanza e Ponta Baleia) e vão contar tudo sobre o projecto, numa noite de memórias emocionadas. Dia 14 Junho, a partir das 19h00, no Bus Paragem Cultural, em Lisboa. 

Venâncio Sousa Luis (vulgo Contino), 68 anos, nasceu em Ponta Baleia, há mais de 20 anos que é vianteiro (ou vinhateiro) de profissão.
Morada
BUS Paragem Cultural
Rua Maria, 73, Anjos, Lisboa
Para uma informação mais completa sobre as conversas, Página Facebook do Movimento e Imagem.


projecto “Histórias ao Sul”

historias-ao-sul©mef_153

O conceito subjacente a “Histórias ao Sul” é usar a imagem para despertar consciências, modificar atitudes e alterar comportamentos. É um projeto baseado num trabalho colaborativo e integrado com a comunidade que está envolvida em todas as actividades do projecto de forma a valorizar a participação da comunidade, a integração no processo de decisão e a responsabilização na execução.


Hoje, Movimento e Imagem

INTA RUKA, Photographer from Riga (Doc, M. Nicander, 58′, 2009)
—————————————————————-
Data: 10 Maio 2018
Hora: 19h00
Local: BUS – Paragem Cultural (Rua Maria, 73, Anjos, Lisboa)
Iniciativa: Movimento de Expressão Fotográfica
—————————————————————-
Projecção do documentário “Inta Ruka, photographer from Riga”, na primeira sessão do ciclo Movimento e Imagem em 2018 (uma iniciativa do Movimento de Expressão Fotográfica). Legendagem em inglês. Entrada Livre.

“Inta Ruka is one of Europe’s most noteworthy documentary photographers. She has taken hauntingly beautiful portraits that also depicts the radical transformation of Latvia. Given a camera in her teens, Ruka has spent decades photographing people in their natural surroundings. All photos are in black-and-white using natural light, all creating a unique appeal. Filmmaker Maud Nycander portrays her friend and colleague who still works as a cleaner at the Swedish embassy. Ruka’s mother and her teenage son are two people, not only from different generations, but from different worlds from Siberian labour camps to designer clothes and computer games.”


 

Nilton, participante em “Histórias ao Sul” fotografa Nha Alexandra na Roça Porto Alegre

Continuamos em São Tomé e Príncipe, mais concretamente em Porto Alegre, Aldeia Malanza e Ponta Baleia com o projecto “Caué – Histórias ao Sul”.  Um projeto fotográfico em parceria com os Leigos para o Desenvolvimento onde a fotografia é usada como forma de expressão pelas populações para sensibilizar e promover junto da comunidade um conjunto de mensagens promotoras de desenvolvimento e de conservação das tradições, costumes e saberes.


 

10 anos de workshop de fotografia de teatro – FATAL

unnamed

Este ano fazemos 18 anos de vida e há 10 anos que formamos fotógrafos no FATAL – Festival Anual de Teatro Académico de Lisboa. Para celebrarmos este encontro, convidámos antigos alunos do ws e que sejam sócios do MEF a constituírem a equipa oficial de fotógrafos para a cobertura do festival que acontece​ entre 10 e 19 Maio deste ano.


Projecto Caué – Histórias ao Sul

IMG_20180418_114140
© Tânia Araújo / MEF

Estamos em São Tomé e Príncipe, mais concretamente em Porto Alegre, Aldeia Malanza e Ponta Baleia com o projecto “Caué – Histórias ao Sul”.  Um projeto fotográfico em parceria com os Leigos para o Desenvolvimento onde a fotografia é usada como forma de expressão pelas populações para sensibilizar e promover junto da comunidade um conjunto de mensagens promotoras de desenvolvimento e de conservação das tradições, costumes e saberes.


Trago em Mim Todas as Feridas

IMG_20180407_172328
© Tânia Araújo / MEF

Aconteceu no passado dia 7 de Abril a mostra fotográfica “Trago em mim todas as feridas”. As obras presentes foram o resultado de um workshop de narrativas fotográficas, lançado pelo Movimento de Expressão Fotográfica. Como resultado desta primeira apresentação (há novas datas a serem apresentadas oportunamente em setembro de 2018) ficou o livro “Trago em mim todas as feridas” que poderá ser adquirido no novo local de exposição.

 


Junta-te a este movimento!

%d bloggers like this: