Arquivo de etiquetas: Bernard Plosssu

3 PROPOSTAS FOTOGRÁFICAS ÀS QUINTAS-FEIRAS: Cimêncio, Terra Fria, Plossu

Iniciamos o mês de Fevereiro, 3 livros fotográficos com um olhar sobre Portugal.

::

3propostas1

Na sinopse de Cimêncio de Nuno Cera e de Digo Lopes, podemos ler: cimêncio, s.m. (do lat. coementu por aglutinação com do lat. silentiu). Sono profundo dos arredores. | Construção imaginária; matéria-prima do espírito. | Estado calcário que indicia conjuntura de tranquilidade. | Mistura feita de cal e mistério, impermeável ao tempo. | União íntima; pausa fundamental. | Suspensão de base ou fundamento.

_
Ed. 2002
ISBN 9789728529819

::

3propostas2

Em Portugal, Terra Fria de Georges Dussaud, com conto do escritor António Manuel Pires Cabral, temos uma viagem por Portugal através do olhar do fotógrafo, nomeadamente ao espaço rural do País e à calorosa aproximação aos seus habitantes.

_
Ed. 1997
ISBN 9782862342412

::

3propostas3

Em O País da Poesia, encontramos fotografias de Portugal ao correr da imaginação de Bernard Plossu, muitas delas dentro do espírito da captação do efémero.

_
Textos de Phillipe Arbaïzar e Vincent Jacq
Ed. 1999
ISBN 9728451075


Todas as sugestões desta rubrica estão disponíveis, após a sua publicação, em: 3 propostas fotográficas às quintas-feiras, com acesso ao arquivo por tipologia de sugestão.


Anúncios

Um Outro Olhar [passeios fotográficos], Bernard Plossu – 11 e 12 de Abril

Um Outro Olhar
[passeios fotográficos]

B013298
© Bernard Plossu. Paris, 1973.
Com os [passeios fotográficos] Um Outro Olhar, divididos em várias partes, pretende-se dar a conhecer a obra de vários fotógrafos.

Mais informações…

Um Outro Olhar [Passeio Fotográfico] | Bernard Plossu

Bernard Plossu (1945) Nascido no Vietnam embora tenha a nacionalidade francesa, é sobretudo um fotógrafo viajante tendo já percorrido grande parte do mundo onde fotografa como quem regista fugazes impressões para um registo pessoal.

© Carlos Ribeiro Silva
© Carlos Ribeiro Silva

Trabalhando essencialmente com uma câmara e uma única objetiva, o que lhe permite uma grande maleabilidade e discrição, capta de uma maneira muito própria os locais e ambientes por onde transita tornando os pequenos nadas do quotidiano em autênticas obras de arte. Informações e inscrições…

Neste passeio fotográfico, partimos de uma abordagem teórica onde se pretende dar a conhecer o trabalho deste autor, transitando para uma parte prática em que assumidamente somos influenciados pelo seu modo de fotografar.