Arquivo de etiquetas: Magnum

O MEF sugere…

3 propostas fotográficas às quintas-feiras.

Em Julho, falamos de Martin Parr, do Museu Nicéphore Niépce e de Max Pam .

 ::

Para conhecer, sugerimos:

Martin Parr,  fotógrafo britânico (nascido a 23 de maio de 1952 em Epsom, Surrey, Reino Unido) reconhecido internacionalmente pela fotografia documental social. A sua obra caracteriza-se pelo sentido de humor e pelo seu olhar irónico sobre o estilo de vida contemporâneo.

© Martin Parr
© Martin Parr

 ::

Para visitar, sugerimos: 

Museu Nicéphore Niépce em Chalon-sur-Saône, França. É um dos museus mais antigos dedicado à fotografia e à sua história. A sua vasta colecção contém diversos aparelhos fotográficos, objectos ópticos e diversas imagens capturadas em diversos tipos de suporte.

Captura de ecrã 2015-06-1, às 23.42.53

 ::

Para conhecer, sugerimos:  

Max Pam (b.1949) Jack And The "Lusitania".
Max Pam (b.1949) Jack And The “Lusitania”.

Max Pam, fotógrafo australiano (nascido em Melbourne em 1949) considerado um dos fotógrafos contemporâneos mais importantes da Austrália. Através de textos e fotografias retrata as culturas que conhece nas suas viagens.

 ::

Movimento de Expressão Fotográfica, 2 de Julho de 2015.

Todas as sugestões da rubrica “O MEF sugere…” estão disponíveis, após a sua publicação, em: 3 propostas fotográficas às quintas-feiras, com acesso ao arquivo por data de publicação.

O MEF sugere…

3 propostas fotográficas às quintas-feiras.

A terminar o mês de Junho, voltamos a falar de fotografia, iniciamos com Koudelka,  continuamos com  uma visita a Berlim, à Helmut Newton Foundation e terminamos em Cuba, com Alberto Korda e Che Guevara.

 ::

Para conhecer, sugerimos:

Josef Koudelka,  fotógrafo francês, de origem checa, nascido em 1938, na cidade de Boskovice. Apesar de ter estudado engenharia entre 1956 e 1961 interessou-se por fotografia, tendo iniciado carreira como fotógrafo independente em 1967. Em 1970 juntou-se à agência Magnum. Durante toda a sua carreira dedicou-se ao fotojornalismo sendo conhecido pelas suas posições pessoais e ideológicas, bem patentes nas suas imagens. Relevante na sua obra é o seu trabalho documental sobre ciganos denominado Koudelka Gypsies de 1975. (in: www.infopedia.pt/$josef-koudelka)

CZECHOSLOVAKIA. Prague. August 1968. Warsaw Pact troops invade Prague. © Josef Koudelka/Magnum Photos
© Josef Koudelka/Magnum Photos | CZECHOSLOVAKIA. Prague. August 1968. Warsaw Pact troops invade Prague.                                

 ::

Para visitar, sugerimos: 

Helmut Newton Foundation. Berlim, Alemanha. Criada pelo próprio no final de 2003, é uma fundação internacional dedicada à promoção, preservação e apresentação dos trabalhos fotográficos de Helmut Newton e June Newton (Alice Springs).

Captura de ecrã 2015-06-1, às 22.55.09

 ::

Para conhecer, sugerimos:  

O famoso retrato de Che Guevara, intitulado Guerrillero heroico (em português: Guerrilheiro heróico), foi tirado por Alberto Korda em 5 de março de 1960 em Havana, Cuba durante um memorial dedicado às vítimas da explosão de La Coubre.

alberto_korda
Guerrillero Heroico © Alberto Korda

CheHigh

 ::

Movimento de Expressão Fotográfica, 25 de Junho de 2015.

Todas as sugestões da rubrica “O MEF sugere…” estão disponíveis, após a sua publicação, em: 3 propostas fotográficas às quintas-feiras, com acesso ao arquivo por data de publicação.

O MEF sugere…

3 propostas fotográficas às quintas-feiras.

Chegamos agora às últimas sugestões do mês de Maio e visitamos três fotógrafos.  William Klein,  Paulo Nozolino e Miguel Rio Branco.

 ::

Para conhecer, sugerimos:

William Klein (19 de Abril de 1928, Nova York, EUA) é um fotógrafo, diretor de cinema e pintor norte-americano de origem húngara, que porém desenvolveu quase toda a sua carreira em Paris, onde vive. A sua alcunha é Bad Boy. A carreira artística de Klein começou em Paris em 1948 onde recebeu formação em pintura. Descobriu a sua paixão pela fotografia no princípio dos anos 1950, tendo inicialmente experimentado a fotografia como meio de expressão abstracta, para logo depois ficar fascinado com as capacidades fotográficas de reproduzir o mundo real. (in: wikipédia)

Gun 1, New York, 1955. William Klein
Gun 1, New York, 1955. William Klein

 ::

Para conhecer, sugerimos: 

Penumbra, de Paulo Nozolino, mostra 45 fotografias feitas nos países árabes ao longo de doze anos, desde Marrocos até ao Iémene, como se de um projecto documental se tratasse, atravessando territórios que ocupam diariamente as primeiras páginas da actualidade. O mito da viagem, com que se cumpria também uma ilustre tradição fotográfica sempre recomeçável, seguindo as pegadas de anteriores fotógrafos viajantes para experimentar a frescura de um olhar próprio, Nozolino trocou-o agora por um mapa preciso. Deixada a «autobiografia nómada», fórmula tantas vezes citada, o itinerário privado do fotógrafo ganhou a dimensão da procura de uma identidade colectiva, a de um povo inteiro, com o qual, aliás, se identifica a ideia de nomadismo. (in: Alexandre Pomar)

penumbra

 ::

Para conhecer, sugerimos: 

Silent Book de Miguel RioBrancoComo sugere o título, Silente Book não tem qualquer texto; conta a sua “história” através de imagens em narrativa livre, revelando o olhar único do artista para retratar um quotidiano sensual, violento, com alguma angústia latino-americanas. Outrora fotógrafo da Agência Magnum, Miguel Rio Branco não pretende documentar, mas captar a subjetividade do real.

MRB

 ::

Movimento de Expressão Fotográfica, 28 de Maio de 2015.

Todas as sugestões da rubrica “O MEF sugere…” estão disponíveis, após a sua publicação, em: 3 propostas fotográficas às quintas-feiras, com acesso ao arquivo por data de publicação.