Arquivo de etiquetas: Narrativa Fotográfica com Laboratório Preto e Branco

Narrativa Fotográfica com Laboratório Preto e Branco

Anunciamos uma nova ação de formação para o primeiro semestre de 2017, conjugando assim 3 áreas formativas distintas: o Curso de Fotografia Documental e Projecto Pessoal, com incidência na fotografia documental e numa interpretação pessoal da realidade observada; o Curso de Fotografia Aplicada, ligado a um lado mais técnico da fotografia com especial foco no trabalho com luz e na edição digital e esta nova formação Narrativa Fotográfica com Laboratório Preto e Branco, onde será procurado um lado mais autoral, mais pessoal, com o objectivo de construção de narrativas visuais.

Baseado em trabalho de laboratório a preto e branco e na tomada de imagens em processo película, desafiaremos os participantes à construção de um projeto autoral fundamentado na interpretação da obra referida e que possibilitará um percurso performativo na linguagem fotográfica, desde da tomada de imagem até à impressão final.

image0-1

Nesta ação de formação, propomos a análise da obra “NUEZ”, um livro feito de poemas (Rui Baião) e de fotografias (Paulo Nozolino), dentro de dois discursos cúmplices, que se cruzam entre si. Podemos entender, durante o percurso de leitura deste livro, que os autores trilham um caminho na dura realidade do presente, com um discurso visual que deambula entre imagens construídas na sombra e na solidão e nas palavras, que refletem uma paisagem decadente. Não se pretende que o trabalho desenvolvido seja uma réplica da obra em questão, mas sim de uma re-interpretação dos conceitos presentes na obra, em que esta surge como mote inicial de trabalho.
Anúncios

Narrativas fotográficas na Biblioteca Camões

No passado sábado, na Biblioteca Camões, a Cláudia Pio, a Cristina Coutinho e a Rita Pedrosa apresentaram o seu processo de construção das narrativas fotográficas, realizadas a partir da obra “El silêncio de las cosas”, do fotógrafo Josef Sudek e que estão em actualmente em exposição. Obrigada a todos os presentes. Fotografias de Paulo Reis.


 

Narrativa Fotográfica com Laboratório Preto e Branco

Na ação de formação “Narrativa Fotográfica com Laboratório Preto e Branco” tencionamos introduzir, enquanto método de trabalho, situações encenadas e dinâmicas de imagem com suporte em papel fotográfico.

Baseado em trabalho de laboratório a preto e branco e na tomada de imagens em processo película, desafiaremos os participantes à construção de um projeto autoral fundamentado na interpretação da obra referida e que possibilitará um percurso performativo na linguagem fotográfica, desde da tomada de imagem até à impressão final.

::

© Castro Prieto, Extraños. Cespedosa, 2002
© Castro Prieto, Extraños. Cespedosa, 2002

Nesta edição propomos a análise da obra “Extraños” de Juan Manuel Castro Prieto, uma abordagem autobiográfica e pessoal.

Para lermos as fotografias que compõem o corpo de trabalho do livro “Extraños” devemos ter em conta que elas são metáforas, imagens abertas e o leitor deve interpretá-las em relação às suas próprias vidas. Castro Prieto.

::

[PROGRAMA]            [INSCRIÇÃO]

Formadores

Luís Rocha – Narrativa Fotográfica [nota biográfica]

Tânia Araújo – Laboratório Preto e Branco [nota biográfica]

Datas de formação

De 26 de Janeiro a 7 de Maio de 2016

Horários e dias da formação

Terças-feiras – 26 de Jan a 26 Abr

Aulas Práticas – 19.30h às 22.30h

Aulas Teóricas – 19.30h às 21.30h

Sábado – 7 de Maio

Aula Prática – 15h às 18h

Horas de Formação

42h

Consumíveis a adquirir por parte do formando

Rolos fotográficos de Preto e Branco

Papel Fotográfico

Material necessário para a elaboração do projeto individual

Consumíveis fornecidos pelo MEF

Química para revelação de película e impressão de papel fotográfico

Nº máximo de participantes

8

Valor da ação de formação

180€


1º semestre de 2016, 5 ações de formação em fotografia no MEF

Para o 1º semestre de 2016, o Movimento de Expressão Fotográfica apresenta 5 ações de formação.

Com início a 4 de Janeiro, o Curso de Iniciação à Fotografia:

Iniciacao2016_MEF

::

A 8 de Janeiro iniciamos o curso de Fotografia Documental e Projecto Pessoal com a realização da 1ª oficina – História da Fotografia, Debates e Linguagens da Fotografia Documental:

© Luís Rocha, Mercado da Ribeira, Lisboa 1994.
© Luís Rocha, Mercado da Ribeira, Lisboa 1994.

::

De 26 de Janeiro a 7 de Maio, a partir da análise da obra “Extraños” de Juan Manuel Castro Prieto, realizamos o workshop Narrativa Fotográfica com Laboratório Preto e Branco:

© Castro Prieto, Extraños. Cespedosa, 2002.
© Castro Prieto, Extraños. Cespedosa, 2002.

::

A 18, 20, 21 e 23 de Fevereiro, iniciamos o módulo de Iluminação de Estúdio, integrado no Curso Prático de Fotografia, seguido dos módulos lightroom, fotografia de retrato, fotografia fotojornalista e fotografia de rua:

IluminaçaoEstúdio´16

::

A terminar o semestre, viajamos de 4 a 18 de Junho até São Tomé e Príncipe, com o workshop de fotografia documental:

STP2016


Formação no Movimento de Expressão Fotográfica

Para o 1º semestre de 2016, o Movimento de Expressão Fotográfica apresenta 5 ações de formação.

Com início a 4 de Janeiro, o Curso de Iniciação à Fotografia:

Iniciacao2016_MEF

::

A 8 de Janeiro iniciamos o curso de Fotografia Documental e Projecto Pessoal com a realização da 1ª oficina – História da Fotografia, Debates e Linguagens da Fotografia Documental:

© Luís Rocha, Mercado da Ribeira, Lisboa 1994.
© Luís Rocha, Mercado da Ribeira, Lisboa 1994.

::

De 26 de Janeiro a 7 de Maio, a partir da análise da obra “Extraños” de Juan Manuel Castro Prieto, realizamos o workshop Narrativa Fotográfica com Laboratório Preto e Branco:

© Castro Prieto, Extraños. Cespedosa, 2002.
© Castro Prieto, Extraños. Cespedosa, 2002.

::

A 18, 20, 21 e 23 de Fevereiro, iniciamos o módulo de Iluminação de Estúdio, integrado no Curso Prático de Fotografia, seguido dos módulos lightroom, fotografia de retrato, fotografia fotojornalista e fotografia de rua:

IluminaçaoEstúdio´16

::

A terminar o semestre, viajamos de 4 a 18 de Junho até São Tomé e Príncipe, com o workshop de fotografia documental:

STP2016